Página inicial / Aprender Inglês / 7 habilidades que vão alavancar sua carreira e trabalho

7 habilidades que vão alavancar sua carreira e trabalho

Você sabia que o intercâmbio pode te proporcionar habilidades que vão alavancar sua carreira e trabalho? Ele é um ótimo investimento, pois você mira no inglês, mas leva muito mais coisa na sua bagagem de volta.

O trabalho nos dias atuais tem se tornado cada vez mais diferente do que nossos pais e avós presenciavam. Principalmente porque a internet modifica o modo de produzir e se comunicar.

Além da possibilidade de trabalho remoto, ser multitarefa, ter criatividade e ser antifrágil são só algumas das qualidades que se espera do funcionário do século XXI.

Para facilitar sua vida, nós da Intercâmbio Direto trouxemos 7 habilidades que vão alavancar sua carreira e trabalho. Vem comigo! 

Intercâmbio: o hack para desenvolvimento pessoal e profissional

Será que o intercâmbio pode ser realmente essa chave-mestra do mundo profissional? A verdade é que sim, não é incomum ouvir relatos de pessoas que se transformaram, encontraram propósito e voltaram diferente depois de uma experiência como essa.

Na realidade, estudar no exterior é uma daquelas coisas que te deixa a flor da pele. Você não tem sua família para ajudar a resolver problemas, seus amigos de infância estão a centenas de milhares de quilômetros de distância e as emoções parecem estar em uma montanha-russa.

Um desses amigos que fiz durante um intercâmbio resumia muito bem o que acontecia: tudo é mais intenso. Entretanto, isso não é necessariamente ruim, durante o período fora, a impressão é que você vive anos em meses. 

Por isso, é muito provável que as habilidades a seguir voltem melhoradas:

1. Comunicação eficiente

Já dizia o ditado “quem tem boca vai a Roma”, pois é, isso pode acontecer de maneira literal lá fora. Em muitos momentos vai ser preciso por a timidez de lado, perguntar coisas aos locais e se comunicar com outras pessoas.

Isso diz respeito até mesmo a fazer novas amizades, quem faz intercâmbio acaba desconstruindo diversos conceitos equivocados e se torna mais aberto ao próximo.

Para voltar com essa qualidade afiada, a dica é: escutar mais do que falar. Dê espaço para aprender com o outro e se jogar desde o começo. Vai ser preciso, pois quando você for se acostumando o tempo vai passar “depressa”.

2. Inteligência Emocional

Ah o equilíbrio emocional! Essa é uma das poucas habilidades que os robôs não conseguem emular e nem os computadores processar. 

Por isso, da próxima vez que for fazer entrevista, o responsável do RH vai pensar muito mais em suas soft skills do que se consegue usar fórmulas do Excel.

Soft Skills são habilidades que não são aprendidas de modo mecânico, como usar uma calculadora financeira, mas depende do contato com o outro. Dentro delas está a inteligência emocional.

Durante o intercâmbio, essa é uma qualidade que é afinada a todo momento. Você vai precisar administrar saudade da família, pressão dos estudos, euforia de viajar com a galera e os “crushs” passageiros.

Vai por mim, se conseguir lidar com essas emoções que parecem estar em um brinquedo radical, se adaptar a rotina de uma empresa será muito mais fácil.

3. Trabalho em equipe

Quem já fez intercâmbio vai concordar comigo que se articular em equipe faz parte das 7 habilidades que vão alavancar sua carreira e trabalho. Essa é um dos requisitos das principais empresas, como Google, Microsoft, Nu Bank etc.

Você precisa fazer parte do time e abraçar o grupo como uma família. Dividir apartamento na Europa, dormir na moradia estudantil nos Estados Unidos ou em uma casa de Família, com certeza é como fazer trainee para projetos em equipe.

Para começar é preciso pagar contas em conjunto, organizar a casa e fazer compras de supermercado. Mas também tem o lado bom, como planejar as melhores trips e embarcar nas aventuras mais insanas.

Falando nisso, ter um círculo de amigos brasileiros durante a estada no exterior pode ser reconfortante, principalmente se for para mais de 3 meses. A gente se ajuda nos perrengues, faz festa junto e ainda mantém a amizade depois que volta para o Brasil.

4. Autoconfiança

Da mesma forma, se você é a pessoa que entende inglês, mas insiste em dizer “I don’t speak English”, estudar na Irlanda, Inglaterra ou África do Sul será o empurrão para sua autoconfiança.

Depois de algumas semanas você se sente muito mais confortável com a língua e o ambiente. Isso ajuda a constituir uma verdadeira “autoestima linguística” que serve de empoderamento.

Pode confiar, responder “I do”, quando alguém te perguntar se fala inglês será apenas a ponta do iceberg da sua autoconfiança. E isso abre muitas portas no mercado de trabalho.

5. Facilidade de assimilar novos conhecimentos

Além disso, é comprovado cientificamente que aprender uma nova língua é como uma ginástica cerebral. Imagina só! A todo momento você está levantando e abaixando disjuntores de línguas diferentes.

Toda essa mecânica ajuda a tonar seu cérebro mais flexível e propício para aprender outras habilidades. Acrescido a isso, cientistas afirmam que quem é bilingue acaba prevenindo o cérebro de doenças como o Alzheimer.

6. Organização

Embora muitas pessoas afirmem ter organização, é comum ver nos escritórios pilhas de papéis, documentos perdidos, área de trabalho lotada no computador. Por isso, quem realmente sabe manter o ambiente asseado, cumprir com horários e tarefas, se destaca.

O intercambista precisa lidar com isso desde as papeladas para solicitar o visto ao contrato de aluguel assinado. E não para por aí, viver em um ambiente compartilhado também demanda bastante limpeza e ordem.

Sem falar que o orçamento mensal é calculado nos mínimos detalhes, ninguém merece ter que apelar ao miojo, não é verdade?

7. Antifragilidade

Por último, temos que falar da antifragilidade, se você gosta de se sentir resiliente, tá na hora de adicionar outra habilidade.

A antifragilidade diz respeito a possibilidade de não só resistir aos transtornos do dia a dia, mas aprender com eles e se tornar uma pessoa melhor a partir dessas experiências.

Basicamente, é isso que uma empresa espera do candidato. Ela quer que ele reconheça os pontos a serem melhorados e consiga atingir esse objetivo.

O próprio aprendizado de uma segunda língua já é o caminho ideal para desenvolver antifragilidade, mas estando em outro país, a todo momento você é testado e aprende coisas novas. Só a antifragilidade ajuda a conseguir superar os choque-culturais e aprender com eles.

Conheça a Fluencypass, o único método do mundo com o ciclo completo da fluência

Você aprende inglês 24h em uma plataforma online, pratica conversação com professores particulares e escolhe qual país quer fazer um intercâmbio.

Comentários

Sobre IntercâmbioDireto.com

Somos uma plataforma online que conecta estudantes e escolas no exterior sem taxa de agência, com suporte e assessoria grátis.

Checar também

10 dicas para trabalhar e estudar na Austrália

Nada melhor do que 10 dicas para trabalhar e estudar na Austrália para dar um …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *