Página inicial / Aprender Inglês / Fazer programa de intercâmbio em inglês pode mudar sua vida

Fazer programa de intercâmbio em inglês pode mudar sua vida

 Sabe aquelas experiências que são divisoras de águas na vida? Fazer um programa de intercâmbio pode ser uma dessas.

Quem se permite estudar no exterior e ter contato com novas culturas nunca volta sendo a mesma pessoa.  Natália, de Manaus, que fez intercâmbio em Dublin, fala que intensidade pode definir o que se passa ao estudar no exterior.

Ela ainda fala “Eu aprendi a olhar o mundo diferente, sabe? Toda vez que a gente viaja […], volta mais relaxada, com a mente mais aberta…” Confira aqui a entrevista completa dela

Além disso, estamos tão acostumados com a realidade brasileira que ignoramos as diversidades que existem. Por isso, que, estudar fora pode entregar conhecimentos que ajudam a mudar nosso próprio país.

Ficou interessado em mudar sua vida ao fazer programa de intercâmbio em inglês? É sobre isso que vamos falar neste artigo.

Tipos de programa de intercâmbio

Antigamente, o “intercâmbio” era bem diferente. Como sabemos, essa palavra significa uma troca em que ambas as partes recebem porções equivalentes

Assim, se você viajasse no tempo e fizesse um intercâmbio no século passado, uma família te receberia, enquanto a sua precisaria acolher um estudante estrangeiro.

Entretanto, as alternativas para se estudar no exterior foram ficando cada vez mais sofisticadas, principalmente devido ao processo de globalização. Pense por um momento: será que haveria famílias suficientes para realizar essa troca?

Para se ter noção, em 2019, foram pelo menos 365 mil brasileiros estudando no exterior. Um número bastante alto, segundo o metro jornal, que seria impossível de encontrar famílias correspondentes.

Por isso, que temos diferentes tipos de programa de intercâmbio, e é deles que vamos falar agora.

High School

High School significa Ensino Médio em inglês, esse tipo de intercâmbio é dedicado a jovens entre 15 e 18 anos. Ele pode ser feito em qualquer país, mas os mais comuns são Inglaterra e Estados Unidos.

Neste programa de intercâmbio, o jovem pode passar desde um ano até o ensino médio inteiro em outro país, sendo que lá é designado um tutor que irá se responsabilizar pelo menor.

Intercâmbio Universitário

Já o programa de intercâmbio universitário é dedicado a estudantes do ensino superior. Normalmente, o período no exterior varia de um semestre a um ano, sendo que durante esse período o universitário não precisa pagar nenhuma anuidade à universidade.

A necessidade de custos fica apenas em vistos, passagens aéreas, acomodação e alimentação. 

Ah! O lazer também precisa entrar na lista de gastos, pois é normal que se viaje pelo destino e frequente museus, teatros, baladas e outras opções d lazer.

Work Exchange

O Work Exchange tem se popularizado nos últimos anos, neste tipo de intercâmbio a pessoa combina com o host atividades que serão feitas em troca de acomodação, alimentação e outras benefícios.

Alguns viajantes vão, por exemplo, para hostels e fazendas, trabalham algumas horas por semana e conhecem o destino. A diferença é que a questão do idioma fica totalmente por conta de que está viajando.

Pode acontecer do host separar horas do dia dele para te ensinar a língua, mas normalmente se aprende praticando no dia a dia.

Au Pair

Neste programa, pessoas que têm experiência em cuidados com crianças viajam para o exterior para trabalhar como Au Pair, semelhante a uma babá que dorme no local.

É preciso ter experiência comprovada, carteira de motorista e se matricular em um curso de idiomas. Priscila Sanches tem um canal em que compartilha informações diversas sobre o tema.

Trabalho Voluntário

Já o trabalho voluntário é voltado para instituições filantrópicas, onde são realizadas atividades em prol de um grupo ou uma comunidade. Neste caso, a instituição pode combinar de ofertar curso de idiomas ou você mesmo se encarrega de procurar uma escola.

No geral, se aprende mais no contato com os nativos, já que pode se trabalhar em escolas, em ONGs, hortas comunitárias e outros ambientes.

Intercâmbio de Idiomas

O último tipo de programa de intercâmbio da nossa lista é o de idiomas. Ele é desenhado exatamente para quem deseja aproveitar férias, período sabático ou outros períodos para aprender inglês. É o seu caso?

Ele é o mais indicado para as pessoas que querem melhorar o idioma e ter uma fluência condizente com o mercado de trabalho. Isso porque agências e escolas projetam todo o caminho do aprendizado.

Tem uma dúvida em relação a uma nova estrutura, vocabulário ou sotaque? Não tem problema, o professor de ajuda. Além disso, você pode se hospedar na casa de uma família local. Isso se assemelha bastante aos primórdios do intercâmbio, não é?

Agora, se você está procurando alternativas para diminuir os custos do intercâmbio, vamos falar disso a seguir.

Bolsas de Intercâmbio

Lembra da Natália, de Manaus? Ela passou por diversos desafios, mas não desistiu da sua experiência no exterior. Então, temos que concordar com ela “todos podem fazer um intercâmbio, é só querer de verdade”.

Para isso que servem as bolsas: jovens que tem baixa renda e bom desempenho têm a possibilidade de viajar para outro país e voltar com uma bagagem que lhe ajude a melhorar de vida. Veja três bolsas reconhecidas internacionalmente:

  • Programa Santander Universidades: o Banco Santander tem uma plataforma na qual são disponibilizadas diversas bolsas, desde cursos online a mobilidades acadêmicas. Acesse aqui.

  • Fulbright: os programas de intercâmbio da instituição são voltados para professores de inglês e língua portuguesa. No último edital, por exemplo, foram ofertadas bolsas para ensinar português nos Estados Unidos.

  • Britsh Concil: esta bolsa é para estudantes de baixa renda que tem o sonho de estudar na Inglaterra. Anualmente, o British Concil abre vagas para custeio de alimentação, hospedagem e escola de idiomas.

A dica é organizar com cautela todas as documentações solicitadas e não se desistir de seu programa de intercâmbio caso não seja contemplado. Há outras alternativas, quer ver?

Não consegui uma bolsa, e agora?

Há sempre outras opções para realizar seu programa de intercâmbio, veja algumas:

  • Se planeje por mais tempo: você pode buscar mais informações e juntar dinheiro em um ano para viajar no outro.

  • Busque uma agência com preços acessíveis: há muitas que cobram taxas altíssimas de agenciamento, fuja dessas!

  • Negocie descontos: ao encontrar a agência de intercâmbio ideal, negocie alguns descontos ou faça um pacote com hospedagem incluída para diminuir o valor final.

  • Reduza o período que vai estudar no exterior: a Natália queria ficar seis meses, mas preferiu ficar apenas um já que era o que cabia em seu orçamento.

  • Trabalhe durante o intercâmbio: diversos destinos como Irlanda, Malta, Austrália e Nova Zelândia permitem que você trabalhe durante a estadia. Você receberá em moeda local, o que diminui bastante o custo do intercâmbio.

O que não falta são maneiras de estuda no exterior, que tal compartilhar nas redes sociais para que seus amigos também descubram como fazer um programa de intercâmbio em inglês.

Estude no país dos seus sonhos. Faça um orçamento online e gratuito para o seu intercâmbio:



Comentários

Sobre IntercâmbioDireto.com

Somos uma plataforma online que conecta estudantes e escolas no exterior sem taxa de agência, com suporte e assessoria grátis.

Checar também

Como é fazer um intercâmbio em Malta?

“Como é fazer um intercâmbio em Malta?” deve ser a primeira pergunta a se fazer, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *